Início > Geral, Notícias > Especialista da Unicamp explica os problemas causados por insuficiência de nutrientres

Especialista da Unicamp explica os problemas causados por insuficiência de nutrientres

O nutrólogo Edson Credidio aponta que a falta de alimentação adequada nos marginalizados pode levar à morte

Daniele Rodrigues

Doutor Edson Credidio - Foto: Kalá

De acordo com a Pesquisa Nacional Sobre a População em Situação de Rua do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), realizada em 2008, 79,6% dos moradores de rua consegue fazer, ao menos, uma refeição por dia, sendo que 27,4% compram com o próprio dinheiro. Já 19% dos entrevistados não conseguem se alimentar todos os dias. Esse quadro revela que os marginalizados não fazem as refeições corretamente, devido a ingestão de nutrientes insuficientes por dia que muitas vezes os leva à desnutrição ou subnutrição.
Para o bom funcionamento do organismo, é necessário um cardápio balanceado e saudável para cada tipo de pessoa, assim como se alimentar regularmente durante o dia. Segundo o médico nutrólogo e pesquisador da Unicamp, Edson Credidio, a pessoa que não faz as refeições regulares por dia, utilizam os nutrientes já existentes em seu organismo: carboidratos, gorduras e por último as proteínas, que podem em resultar em doenças carenciais. “A saúde é precária e estas pessoas apresentarão quadros de desnutrição, anemia, hipovitaminoses, hipominerálemia, entre outras doenças”, informou Credidio.
Segundo Credidio, quando o estágio de desnutrido e subnutrido é atingido, os marginalizados apresentam uma gama imensa de patologias como anemia, alterações na pele, alterações de membros, cabelos, face olhos, estatura, humor e, principalmente, a resistçência imunológica reduzida. “A pessoa que está sem comer há dias apresenta a sensação física de desânimo, apatia, tonturas, dores no estômago, dores no corpo e de cabeça. Se o período sem alimentação for longo, levará a pessoa à morte”, ressalta Credidio.
A Pesquisa do MDS também revelou que entre os problemas mais citados entre os moradores de rua, 10,1% dos entrevistados diz que possuem hipertensão, 6,1% problema psiquiátrico ou mental, 5,1% são portadores do vírus HIV e 4,6% têm problemas na visão ou cegueira. De acordo com o pesquisador, uma pessoa que não se alimenta corretamente, ao faltar uma única vitamina como a Niacina, pode ocorrer doenças como dermatites, diarréias e demência. “Problemas psiquiátricos contribuem para agravar as doenças através da utilização excessiva de drogas e transtornos alimentares, entre outros fatores”, explica o especialista.

Anúncios
Categorias:Geral, Notícias
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: